Letra Livre

Paulo César de Carvalho

Ler um poema é sempre entrar em um terreno desconhecido. [...] Os poemas de Carvalho me deixam mudo, me aprisionam com sua liberdade latente e me empurram violentamente em direção ao mundo caótico em que eu não percebi que vivia. A cada sílaba, uma sugestão que vai desfiando o novelo delicado da lira que já se impõe cantada e marcada por um ritmo impossível de conter. Ainda tento me agarrar às bases seguras da métrica, impedir o desastre, a correnteza, mas não há nenhuma maneira de ficar em pé com a intensidade da combinação entre sons e silêncios esculpida com as letras no papel. Eros, Afrodite, Nero, Jocasta, Buda, Cristo e Gilgamesh juntos formam um deus só, com letra minúscula mesmo. Um deus humano, promíscuo e provocador que se insinua a quem chega perto e promete a revelação de tudo o que sempre se temeu ver. Mitologia e metalinguagem regados a néctar de frutas e sêmem. Ingênuo. É assim que eu me sinto na minha calvície, com os cabelos brancos que insistem em aparecer e as rugas que o creme anti-idade não removem mais. Não sabia ainda o gosto da mistura da filosofia e do escracho, da mitologia e da bunda; não sabia que era possível rezar e gozar ao mesmo tempo, sentado na cadeira dura frente a uma folha de papel impressa com palavras paridas sem dor de uma alma fecunda. Preparem-se. Ler Carvalho é um mergulho sem volta.

Maurício Soares Filho

Formato: 12x21 cm 
ISBN: 978-85-66766-05-9
Páginas: 144
Edição: 1a
Tipo de Capa: Brochura
Ano: 2013
Idioma: Português

Sobre o autor

Paulo César de Carvalho é bacharel em Direito e mestre em Linguística pela USP, professor de Gramática, Interpretação de Texto e Redação do curso Anglo Vestibulares. Foi editor do boletim Texto & Cultura, colaborador das revistas Discutindo Língua Portuguesa, Discutindo Literatura, Arte & Informação, Libertárias, Livro Aberto, entre outras. Foi consultor da TV Futura no programa Tá Ligado? Tem poemas publicados no livro Na virada do século – poesia de invenção no Brasil (Landy Editora) e na antologia portuguesa Poezz (Almedina). Em 2010, lançou o livro de poesia Toque de Letra e, em 2012, Letra na clave é sol (ambos pela editora Nhambiquara). É vocalista e letrista da banda Os Babilaques e PCC & A Contrabanda. Tem parcerias com vários músicos da cena contemporânea, como Tatá Aeroplano, Pélico, Juliano Gauche, Danilo Moraes, Thiago Galego, Bruno Roberti e Carlos Zimbher. Sua canção “Na garrafa”, em parceria com a Trupe Chá de Boldo, alcançou o 1º lugar no Top 10 da MTV em 2013. A canção “Descarada”, com Bruno Roberti, tem a participação de Seu Jorge.